quinta-feira, 7 de março de 2013

Alimentação artificial


Para sobreviverem, as abelhas necessitam alimentar-se e atender às exigências de seu organismo quanto às necessidades de:
  • Água
  • Carboidratos (açúcares)
  • Proteínas
  • Vitaminas
  • Sais minerais
  • Lipídeos (gorduras).

Esses nutrientes são retirados da água, mel (néctar) e pólen das flores, mas também podem ser encontrados em outras substâncias usadas fabricadas pelo homem e por isso são chamados de alimentos artificiais.

Na alimentação suplementar-alimentação artificial- das abelhas é necessário fornecer componentes energéticos, para suprir a ausência do néctar e, em algumas situações, os componentes protéicos, para compensar a falta de pólen. O fornecimento de uma alimentação energética e/ou protéica vai depender da deficiência observada no enxame.

A época correta para iniciar o fornecimento de alimento artificial varia de acordo com a região. Em geral, nos períodos secos, chuvosos ou frios, falta alimento no campo. Por isso, o meliponicultor deverá ficar atento para a entrada de alimento em suas caixas.

É muito importante conhecer o fluxo de alimento de sua região. Para facilitar o conhecimento do fluxo de alimento na sua região crie uma agenda de anotações, em que são registradas as floradas e épocas de ocorrência. Ao final de um ano você terá uma noção de quando ocorrem e da duração das floradas. Procure associar as floradas que você observa com o desenvolvimento dos enxames e a entrada de alimento. Ao repetir essas observações por três anos você terá um bom calendário das floradas e do fluxo de alimento nos seus apiários.

Exames fracos e mal nutridos estão fadados à morte se não sofrerem intervenção do meliponicultor. A reprodução esta diretamente ligada a alimentação, sendo o estoque de polen baixo as rainha param de colocar ovos e diminuindo o numero de indivíduos dentro da caixa facilitando assim a entrada dos inimigos naturais das abelhas.

 ALIMENTAÇÃO ENERGÉTICA
 Deve-se misturar água com mel na proporção de 50% de água + 50% de mel de Apis
 ALIMENTAÇÃO PROTEICA
Existem várias receitas proteicas e cabe ao meliponicultor escolher a que mais se adequa a espécie criada por ele. Vou deixar uma receita simples, barata e que funciona
3 partes de farelo de soja + 1 parte de farinha de milho + 6 partes de mel. Misturar bem os dois farelos e adicionar o mel devagar até formar uma pasta mole

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário